Gabinete Parlamentar

Dep. Zeca Viana

Brasão

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso - Gabinete Parlamentar



PRODUÇÃO SUSTENTÁVEL

Frente parlamentar promove curso sobre geração de energia renovável no campo

Segundo pesquisador, resíduos descartados em Mato Grosso são suficientes para abastecer uma cidade de 800 mil habitantes



Workshop "Potencial Energético da Cadeia Agroindustrial da Suinocultura" (Foto: Karen Malagoli/ALMT)

Em busca de alternativas para incrementar a renda dos pequenos produtores rurais e estimular a produção sustentável, a Frente Parlamentar da Suinocultura realizou, nesta terça-feira (13), o workshop “Potencial Energético da Cadeia Agroindustrial da Suinocultura”, com apoio da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) e da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).

Presidente da Frente Parlamentar da Suinocultura e idealizador do workshop, o deputado Zeca Viana (PDT) explica que o objetivo do curso é difundir a tecnologia de biodigestores para geração de biogás e energia a partir dos resíduos da suinocultura e da agricultura.

“Nós temos um rebanho de suínos muito grande em Mato Grosso, e precisamos aproveitar melhor essa matéria-prima. Esse é um projeto voltado, principalmente, para os pequenos produtores, para que eles tenham mais uma renda com a qual contar, seja individualmente ou por meio de cooperativas”, explica Zeca.

A explicação sobre o funcionamento dos biodigestores ficou a cargo de Mauro Donizete Berni, que enxerga em Mato Grosso o potencial para geração de energia suficiente para abastecer uma cidade de até 800 mil habitantes. Berni é doutor em Engenharia de Produção, pesquisador do Núcleo Interdisciplinar de Planejamento Energético (NIPE) da Unicamp e membro do Conselho Estadual de Política Energética do Estado de São Paulo (CEPE).

“É um resíduo que hoje está negligenciado, sendo jogado fora, e que pode ser reaproveitado para a produção local de biogás e, com isso, gerar energia elétrica para os próprios produtores. Isso traz mais rendimento a esses produtores. O que tem aqui no estado de resíduo é suficiente para atender uma cidade de 800 mil habitantes, mas isso vai depender de outros fatores, como logística e infraestrutura”, explica Berni.

Já Ivo Leandro Dorileo explicou que a utilização da biomassa é um caminho para reduzir o nível de emissões de dióxido de carbono (CO²) em Mato Grosso, tornando a matriz energética mais sustentável. Ivo é doutor em Engenharia Elétrica, coordenador do Núcleo Interdisciplinar de Estudos em Planejamento Energético (NIEPE) da UFMT e vice-presidente da Sociedade Brasileira de Planejamento Energético.

“Essa discussão é bem oportuna porque Mato Grosso está à frente na produção de biomassa durante os últimos anos, notadamente no biodiesel, e a suinocultura tem um potencial extraordinário. Existem políticas públicas que precisam ser implementadas o mais rapidamente possível para inserir essa biomassa na matriz energética de Mato Grosso”, disse Ivo.

O workshop foi realizado por meio de uma parceria entre a Frente Parlamentar da Suinocultura da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, Associação dos Criadores de Suínos de Mato Grosso (Acrismat), UFMT e Unicamp.

A expectativa das entidades envolvidas é implementar um programa estadual de aproveitamento da biomassa da suinocultura, com a possibilidade de expandir a atuação para outros segmentos da cadeia agroindustrial. As palestras serão disponibilizadas no site do deputado Zeca Viana (www.zecaviana.com.br), juntamente com as anotações técnicas, a partir desta quarta-feira (14).


Mais informações:
Deputado Zeca Viana
Telefone: 6533136603


Fotos relacionadas