Brasão

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso


Terça-feira, 4 de junho de 2024 16h34


DEFENDE O MEDICAMENTO

Deputado vai à Câmara Municipal de Cuiabá defender lei para uso do canabidiol pelo SUS

Dr. João destacou que medicamento nada tem a ver com liberação de uso de drogas

WESLEY SANTIAGO SILVEIRA / Gabinete do deputado Dr. João de Matos



Foto: MARCOS LOPES / ALMT

O presidente da Comissão de Saúde, Previdência e Assistência Social da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), deputado estadual Dr. João (MDB), foi até a Câmara Municipal de Cuiabá nesta terça-feira (4) para defender um projeto que está em pauta na Casa de Leis municipal, que dispõe sobre o direito ao uso do canabidiol nas unidades do Sistema Único de Saúde (SUS) da capital.

Ao ser informado sobre um pedido de vistas na sessão passada, o deputado resolveu ir até a Câmara Municipal para defender o projeto da vereadora Edna Sampaio (PT), já que teve um similar aprovado na Assembleia Legislativa de Mato Grosso, que acabou virando lei após derrubada de veto.

"Vimos que existe um projeto tramitando aqui sobre o canabidiol. Eu e os deputados Wilson Santos (PSD) e Lúdio Cabral (PT) fizemos um similar, conversamos muito com pessoas que tiveram o problema. Fizemos um amplo estudo e é comprovada a eficácia. (...) Ele diminui crises convulsivas, ajuda no tratamento de parkinson, entre várias outras doenças", destacou o deputado ao utilizar a tribuna.

O deputado ainda continuou: "Se vocês aprovarem este projeto de lei, vai ser bom para nossa comunidade, nosso povo. Na primeira votação na Assembleia, houve dúvida de alguns deputados, achando que tinha a ver com droga, o que não é verdade. Estamos falando de um medicamento com a eficácia comprovada".

O vereador Demilson Nogueira (PP) pediu a palavra após a fala do deputado e endossou a defesa pela aprovação do projeto.

"O canabidiol foi um grande achado na vida da minha mãe. Ela estava com sérios problemas de coluna, tomava três medicamentos ao dia contra a dor e a partir do uso do canabidiol, após indicação médica, melhorou. Ela passou a conseguir dormir na cama, de tão bom que foi este medicamento. Esta fala reflete uma verdade que toda a sociedade precisa conhecer. Trago um testemunho do que ocorreu na minha casa, com uma senhora de 82 anos, o canabidiol foi o grande achado da vida dela", destacou o parlamentar.

O vereador Dr. Luiz Fernando (União) também agradeceu o deputado pela presença e se mostrou favorável ao tema: "Eu sendo o único médico na Câmara e um grande estudioso do cannabis, pois sou especialista em dor e, a crônica é tratada com o cannabis, que é uma excelente opção. Pacientes que vem com esta condição, também tem associada depressão, ansiedade, alteração da libido, entre outros. Hoje, o único medicamento testado e aprovado, que consegue diminuir o uso de medicações é o cannabis".

Atualmente, as pesquisas sobre o uso da cannabis são centradas nos componentes THC (tetrahidrocanabinol), conhecido por sua função psicoativa, e CBD (canabidiol).  

Medicamentos à base de canabidiol são indicados para pacientes com “condições médicas debilitantes”, como câncer, mal de Parkinson, hepatite C, doença de Crohn, transtorno de espectro de autismo (TEA) severo, esclerose lateral amiotrófica, epilepsia, entre outras doenças crônicas.


Gabinete do deputado Dr. João de Matos

Telefone: (65) 3313-6610